Dicas que evitam problemas

Limpeza

É fundamental que, antes de se aplicar qualquer produto para engraxar e dar brilho aos sapatos de couro proceda-se a uma limpeza cuidadosa para evitar que partículas de pó ou terra permaneçam sobre o couro e posteriormente venha arranhá-lo.

Se o calçado estiver muito sujo remova a sujeira com um pano úmido, sem deixar partículas de sujeira na superfície e quando estiver seco aplicar a graxa uniformemente deixando-o secar. Após a secagem lustrar com pano seco e limpo ou escova de cerdas macias.

Como secar calçados molhados

Jamais secar um calçado junto a fontes de calor intenso como secadoras de roupa, aquecedores, estufas, fogões nem tão pouco o sol. Altas temperaturas e tentativas de acelerar a secagem afetarão o couro endurecendo-o e favorecendo a sua quebra devido a perda de flexibilidade. A secagem deve ser feita em temperatura ambiente em local arejado à sombra.

Tempo para respirar

Não deixar a bota em local fechado quando sem uso. É preciso dar-lhe tempo para respirar, ou seja, para permitir que a transpiração acumulada durante o uso possa ser permitir que a transpiração acumulada durante o uso possa ser liberada para o exterior, mantendo o calçado confortável e as propriedades bactericidas ativas.

Higienização

A higienização uma vez que ambos, sapatos e pés, periodicamente, devem ser melhor inspecionados. Os pés para um maior conforto devem ter suas unhas aparadas de maneira reta, com cortadores especialmente desenhados para tal.

Deixando-as levemente maiores que as pontas dos dedos. Os pés transpiram cerca de 20 gramas por dia, para evitar a propagação de fungos e bactérias, após a higiene diária dê atenção à secagem, principalmente entre os dedos. Outra medida, é mantê-los sempre que possível bem arejados; forros de sapatos em couro ajudam os pés “respirarem”.

Já, os sapatos, devem ser limpos internamente, com produtos neutros que não provoquem depois algum tipo de irritação à pele dos pés, à medida que necessário.

Frequentemente em sapatos usados sem meias, onde se verificam o acumulo de poeira e suor, resultando em vários pontos escuros fixos, dentro dos sapatos, o uso de desodorizantes próprios para calçados, é aconselhável após a limpeza. E, é bom lembrar que os sapatos devem descansar no mínimo 24h, antes de serem usados novamente. Está prática permite que os sapatos respirem e sequem devidamente, evitando maus odores e conservando-os por mais tempo.

1– O que é sistema DRY?

R: Tecnologia desenvolvida em base polimérica que forma uma película e através de micro-filamentos hidrofílicos de célula aberta com a vedação das costuras por fusão a quente impermeabiliza a entrada da molécula de água, porém, permite a saída do vapor gerado pela transpiração do corpo.

2– O que é calçado resistente a água?

R: São calçados onde o couro é hidrofugado e têm por principal característica inibir a absorção e passagem de água, porém, a resistência é por tempo limitado.

3– Qual a diferença entre o DRY e uma bota de borracha?


R: As botas com tecnologia DRY são impermeáveis e respiráveis, projetadas para uso em ambientes múltiplos (água, calor, frio), portanto, o sistema é inteligente e se adéqua em cada necessidade de uso. As botas de borracha ou PVC são impermeáveis e forma uma camada sólida de célula fechada, ou seja, são indicadas para uso em tempo ilimitado e imerso em água, não permite a respiração.

4– O que é um couro hidrofugado?

R: Couro que recebe um aditivo a base de óleo vegetal durante seu tratamento e este óleo fica no interior da fibra fazendo a função de não reter água e não permitir a passagem por um tempo determinado.

5– Quais vantagens tem um solado em Borracha?

R: Principalmente a resistência mecânica, contudo, utilizando de uma massa tecnicamente completa e nobre temos vários benefícios como: pouco desgaste, alto grip, resistência ao corte, flexão, tração, alongamento e temperaturas.

8– Qual as vantagens do uso de EVA?

R: Leveza, durabilidade, flexibilidade, isolamento térmico/elétrico e grande poder de amortecimento, portanto, muito usado para proporcionar conforto.

9– Por que os calçados causam bolhas?

R: Porque muitas vezes os calçados são usados em numerações acima da medida dos pés ou não ajustados em sua amarração, isso proporciona um movimento acentuado entre o pé e algumas partes estruturais do calçado provocando lesões localizadas.

10- Como devemos experimentar um calçado?

R: Se possível depois de ter caminhado durante algum tempo ou estar de pé, pois a circulação fisicamente vai se concentrar nos pés e pode alterar o espaço interno ocupado. Depois coloque o calçado, ajuste os cadarços e caminhe um pouco.

11- Devo comprar a bota um número maior?

R: Geralmente não, o fato é que as medidas antropométricas dos pés são muito variáveis, portanto, os fabricantes de calçados tem diferentes características em suas fôrmas, o ideal é experimentar antes de adquirir.

12- As botas laceam com o uso?

R: Sim, apesar de serem fabricadas com materiais tecnológicos e a cada dia mais macios, os pés têm características únicas e vão se adaptar ao calçado e isso chamamos de lacear.

13- Pode ser utilizado graxa no couro nobuck?

R: Não, existe um produto específico para renovação e conservação de nobuck, a cera ou graxa pode mudar as propriedades do produto.

14- Qual seria o tempo de vida útil do solado?

R: Depende muito da situação de uso e das características do caminhar ou correr do usuário, no entanto, um solado de alta performance em média vai resistir em condições de segurança a 1000 km.